Míssil que vem sendo instalado pela Rússia na Ossétia do Sul é altamente preciso

O míssil russo SS-21, modelo que Moscou vem instalando na região georgiana separatista pró-russa de Ossétia do Sul, segundo um funcionário americano, é considerado um projétil balístico terra-terra de grande precisão, com um alcance entre 70km e 120 km.

AFP |

O SS-21, usado pelo exército soviético em 1973, pode ser equipado com armamento convencional, biológico e químico, mas também com ogivas nucleares, de fragmentação ou outros.

Transportados por um veículo específico, o ZIL-375, que pode alcançar 60 km/h, este míssil deve ser colocado na vertical para seu lançamento.

Ele tem 6,3 metros de comprimento e 0,6 metros de diâmetro, pesa duas toneladas. A cabeça do míssil pesa 480 kg.

Esse tipo de míssil tem por objetivo atacar alvos como aeródromos, bases militares, estações de radar e depósitos de combustíveis.

O SS-21 é uma arma importante para a artilharia e a infantaria do exército russo, mas muitos países do Oriente Médio assim como Estados da antiga URSS também fazem uso dele.

Tskhinvali, capital da Ossétia do Sul, fica a 100km de Tbilisi, capital georgiana, ou seja o SS-21 poderá atingir seu alvo se for instalado no território separatista.

JMC/lm/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG