Míssil mata 5 no Paquistão perto de reduto da Al Qaeda

Por Haji Mujtaba MIRANSHAH, Paquistão (Reuters) - Um avião-espião não-tripulado supostamente pertencente aos EUA disparou mísseis contra um esconderijo de militantes do Taleban na região tribal paquistanesa do Waziristão do Norte, nesta segunda-feira, matando cinco rebeldes, disseram autoridades de inteligência e residentes.

Reuters |

O ataque ocorreu perto de Mir Ali town, um grande santuário de militantes ligados à Al Qaeda e ao Taleban nas terras da fronteira do Paquistão com o Afeganistão.

"Os militantes isolaram a área e ninguém tem permissão de ir ao local do ataque", disse à Reuters, por telefone, um morador que não quis se identificar.

Um funcionário de inteligência disse que a casa fortificada do membro de uma tribo usada por militantes foi o alvo.

"Cinco militantes foram mortos, e todos era uzbeques", acrescentou.

Baitullah Mehsud, líder paquistanês do Taleban, foi morto em um ataque similar no vizinho Waziristão do Sul no mês passado.

A violência dos militantes tem aumentado continuamente no noroeste desde que o Taleban indicou Hakimullah Mehsud, um jovem comandante e assistente de Mehsud, como seu novo líder no mês passado.

Cinco soldados paquistaneses foram mortos em uma explosão de mina terrestre no Waziristão do Sul no domingo.

Os moradores dizem que também houve troca de tiros entre forças de segurança e militantes, mas não há informações sobre baixas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG