Míssil americano mata a esposa de chefe talibã no Paquistão

Um míssil disparado nesta quarta por um avião americano sem piloto matou a segunda esposa do chefe dos talibãs paquistaneses Baitula Mehsud, informaram as fontes de segurança locais.

AFP |

"A administração do Waziristão do Sul confirmou que a filha de Ikram ud Din e esposa de Baitula Mehsud morreu no disparo do míssil", indicou a fonte.

O novo disparo de míssil estava dirigido contra um parente de Mehsud e, segundo as primeiras informações, teria matado dois rebeldes nas zonas tribais do noroeste do Paquistão.

Iqbal Mehsud, um sobrinho de Ikram id Din, também confirmou a morte da mulher, acrescentando que quatro netos do proprietário da casa.

Mehsud é acusado de estar por trás da onda de atentados suicidas que desde julho de 2007 deixaram mais de 2.000 mortos no Paquistão.

Os Estados Unidos ofereceram cinco milhões de dólares pela captura vivo ou morto de Mehsud, enquanto que o governo paquistanês prometeu uma recompensa de 615.000 dólares.

Nas zonas tribais, cerca de 50 disparos de aviões sem piloto mataram 500 pessoas desde agosto de 2008, segundo balanço das forças de segurança locais.

shk-mmg/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG