Mísseis do Irã não ameaçam nenhum país, diz ministro

Defesa iraniana responde a ministro americano que afirmou que o país tem tecnologia para disparar 'centenas de mísseis

AFP |

Os mísseis iranianos são só destinados a defender o Irã contra uma eventual agressão e não ameaçam nenhum país, afirmou neste sábado o ministro iraniano da Defesa, Ahmed Vahidi, em resposta às acusações lançadas na quinta-feira por seu colega americano Robert Gates.

"Os mísseis da República Islâmica não ameaçam nenhum país pois foram concebidos e desenvolvidos com uma finalidade de defsa contra qualquer agressão militar", declarou o general Vahidi, cujas declarações foram reproduzidas pela agência Fars.

Gates afirmou que o Irã era capaz de lançar um ataque conra a Europa mediante centenas de mísseis, justificando assim a decisão americana de resvisar seu sistema de defesa antimísseis.

Depois de denunciar as afirmações de Gates como propaganda destinada a exercer uma chantagem contra o Irã, Vahidi acusou os Estados Unidos de "buscar pretextos para não desmantelar seu arsenal nuclear nesse continente (Europa) para manter a pressão sobre a Rússia", segundo a mesma fonte.

    Leia tudo sobre: Irãmísseis

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG