congelada por falta de autorização das Farc - Mundo - iG" /

Missão para Betancourt está congelada por falta de autorização das Farc

SAN JOSÉ DO GUAVIARE - A missão médica para atender Ingrid Betancourt, refém das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) há seis anos, está congelada à espera de uma autorização dessa guerrilha, mas as autoridades da região colombiana também mantêm um hospital pronto para recebê-la caso seja requerido.

EFE |

Embora o avião-ambulância enviado pela França a Bogotá esteja há dois dias em San José do Guaviare, o prefeito dessa cidade, Pedro Arenas, comentou à Agência Efe que enquanto o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) não se pronunciar, "é de supor que nenhuma operação será iniciada".

"O CICV e o comunicado de ontem não esclarecem muito sobre contatos diretos com as Farc, ou seja, não se conta com a autorização da guerrilha para o ingresso na região e é de se supor que a operação se mantenha congelada por enquanto", disse.

O prefeito fazia referência ao anúncio feito na quinta-feira pelas Farc no qual notificaram que não liberarão mais reféns de maneira unilateral, a não ser mediante a negociação de um acordo de troca em uma zona desmilitarizada.

Esse anúncio foi recebido com cautela pelos parentes de Betancourt, mas fontes francesas disseram hoje que o mesmo foi redigido antes que Paris decidisse o envio da missão humanitária.

As Farc libertaram este ano no departamento do Guaviare (sudeste) seis políticos, mas mantêm presas outras 39 pessoas que pretendem trocar por 500 rebeldes capturados em diversos momentos pelo governo.

O prefeito indicou que até agora não recebeu nenhuma comunicação oficial que a missão médica será efetuada em algum ponto do Guaviare, mas esclareceu que têm preparado um hospital caso a guerrilha solicite intervenção médica para Betancourt.

"Temos um bom hospital, está previsto o lugar onde pode aterrissar um helicóptero caso seja necessário, há pessoal médico suficiente, há abastecimento de sangue caso seja preciso realizar uma transfusão e todo tipo de remédios para qualquer doença tropical que possa ter Betancourt", acrescentou.

Arenas acrescentou que não deixam de ser "rumores" as versões sobre a suposta presença da refém em uma zona rural de San José do Guaviare e os qualificou como "comentários aumentados pela transcendência do tema".

Boatos sobre Bitencourt

Os comentários sobre a presença de Betancourt na região deram o que falar entre os aldeões, embora muitos sejam reticentes em fazer comentários para não se verem mais envolvidos em um conflito que afetou a maioria dos habitantes da região colombiana - reduto das Farc por conta de sua geografia de mata fechada.

Armando Vázquez, um vendedor de refrescos da praça central que teve que fugir do município vizinho de Miraflores pressionado pelos rebeldes, disse à Efe que os comentários entre o povo são que Betancourt "morreu por um problema de sangue" após ser atendida em um centro médico da região de El Capricho.

No entanto, o enfermeiro José Álvarez assinalou que a ex-candidata está viva e que as Farc muitas vezes levam à selva médicos dos postos vizinhos para atender os seqüestrados.

Inclusive comentou que um companheiro seu foi levado há cinco meses à região de Mocuaré para que aplicasse vacinas nos três americanos seqüestrados pelas Farc, contra doenças tropicais da região.

Os americanos Keith Stansell, Thomas Howes e Marc Gonsalves foram seqüestrados em fevereiro de 2003 pelas Farc, que os incluiu junto a Betancourt na lista dos reféns passíveis de troca.

San José do Guaviare, capital do Guaviare, também se uniu hoje à manifestação nacional pela liberdade dos seqüestrados , na qual estiveram presentes dezenas de pessoas, em sua maioria crianças e familiares de alguns reféns.

Quem é Ingrid

Ingrid Betancourt, 46 anos, é uma senadora franco-colombiana seqüestrada durante sua campanha à presidência da Colômbia. Ela está em poder das Farc desde 23 de fevereiro de 2002 e é uma das 39 reféns que a guerrilha pretende trocar por 500 insurgentes presos em uma negociação de um acordo humanitário com o governo colombiano.

Leia também:

  • Por Ingrid, Sarkozy pode ir com Chávez à Colômbia
  • "Não nos deixem apodrecer na selva", diz refém
  • Leia mais sobre: Ingrid Betancourt - Farc

      Leia tudo sobre: farcingrid betancourt

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG