Missão humanitária confirma soltura de reféns das Farc

Bogotá, 1º fev (EFE).- Os três policiais e o soldado colombianos que seriam libertados hoje pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) já estão livres e em poder da missão humanitária que os recebeu num ponto do sul da Colômbia, confirmou à Agência um porta-voz do grupo Colombianos pela Paz, que intermediou o processo.

EFE |

Os quatro, sequestrados pelas Farc em 2007, foram entregues à missão humanitária liderada pela senadora colombiana Piedad Córdoba, disse o ativista e escritor Ivan Cepeda, membro dos "Colombianos pela Paz".

Os reféns libertados são o soldado do Exército William Giovanny Domínguez Castro, sequestrado em 20 de janeiro de 2007, e os policiais Walter José Lozano Guarnizo, Alexis Torres Zapata e Juan Fernando Galícia Uribe, membros de uma unidade antiseqüestro e qye estavam em poder da guerrilha desde 9 de junho do ano retrasado.

Os 4 sequstrados foram recebidos por Piedad Córdoba, ativistas e representantes do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) em helicópteros disponibilizados pelo Brasil.

Segundo a imprensa colombiana, os quatro estão bem de saúde e falaram com suas famílias por telefone.

Agora, os helicópteros brasileiros estão levando todos até a cidade de Villavicencio, capital do departamento de Meta, 120 quilômetros a leste de Bogotá, onde parentes, defensores dos direitos humanos e um grande número de repórteres aguardam os ex-reféns.

Depois, o grupo seguirá para a capital colombiana.

Os aparelhos cedidos pelo Governo do Brasil, que estão identificados com símbolos da Cruz Vermelha, decolaram para o resgate às 8h15 locais (11h15 de Brasília), em meio ao mau tempo.

Da missão, participam Piedad Córdoba, três representantes da Cruz Vermelha, os jornalistas Daniel Samper Pizano e Jorge Enrique Botero e a ativista Olga Amparo Sánchez - como testemunhas -, além de cinco tripulantes.

A expectativa agora é que as Farc libertem amanhã o ex-governador do departamento de Meta Alan Jara, sequestrado em 2001, e, na terça, o ex-deputado regional de Valle del Cauca Sigifredo López, em poder das Farc desde 2002. EFE gta/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG