Missão européia de polícia e justiça começa a atuar no Kosovo

A missão européia encarregada das ações de justiça e policiais no Kosovo, denominada Eulex, já está em pleno funcionamento, anunciou nesta terça-feira à AFP o porta-voz da maior operação civil realizada até agora pela UE, Victor Reuter.

AFP |

Os europeus enviam a missão para acompanhar os primeiros passos de um Kosovo independente, buscando mostrar sua disposição em estabilizar os Balcãs e integrá-los à União Européia (UE).

O objetivo da missão, batizada Eulex Kosovo, é "guiar e aconselhar as instituições kosovares em todos os âmbitos ligados ao Estado de direito", assim como estabelecer uma justiça independente e multiétnica e forças policiais que incluam sérvios e albaneses kosovares.

Juristas, policiais e agentes alfandegários da Eulex, que substitui a Missão da ONU no Kosovo (Minuk) mobilizada desde 1999, terá como objetivo assegurar o Estado de direito na província, que proclamou a independência no dia 17 de fevereiro passado.

Os sérvios suavizaram a posição nos últimos dias, depois que a Eulex recebesse o aval do Conselho de Segurança da ONU em 26 de novembro, tal e como pedia Belgrado.

O aval especifica que a presença da missão nada tem a ver com o reconhecimento da independência do Kosovo, que Belgrado continua considerando província sérvia.

Até o momento, 53 países, entre eles Estados Unidos e a maioria das nações da União Européia (UE), exceto Espanha, reconheceram a independência do Kosovo, com população de etnia albanesa em maioria.

A missão conta, no momento, com 1.400 membros de diversas nações e 500 escolhidos entre os locais. Até a primavera boreal terá 1.900 agentes internacionais, mais 1.100 locais.

ih/pg/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG