Missão do Canadá no Afeganistão terá custado US$ 16,2 bi até 2011

Toronto (Canadá), 9 out (EFE) - A missão militar canadense no Afeganistão acabará custando ao país até US$ 16,2 bilhões quando terminar, em 2011, muito acima do estimado pelo Governo. O diretor do Escritório Orçamentário do Parlamento canadense, Kevin Page, revelou hoje que o Canadá gastou, até o momento, entre US$ 7 bilhões e US$ 9 bilhões no Afeganistão. Page também estimou em US$ 12,6 bilhões o custo mínimo da missão, se o Governo decidir não seguir as próprias recomendações e aumentar até 2011 o contingente militar no Afeganistão. No começo do ano, o primeiro-ministro canadense, Stephen Harper, afirmou que o custo da missão - que teve início em 2002 - não superaria os US$ 7,2 bilhões. Em março, o premiê conseguiu que o Parlamento aprovasse prorrogar a missão no Afeganistão até 2011, em vez de manter a data inicial de 2009. O Canadá mantém cerca de 2.500 soldados na província afegã de Kandahar.

EFE |

A estimativa do Escritório Orçamentário do Parlamento inclui o custo das operações militares, o gasto relacionado com os veteranos e a ajuda para o desenvolvimento.

Page criticou a falta de transparência do Ministério da Defesa e outros organismos que impediram a obtenção da informação necessária.

EFE jcr/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG