Missão da UE minimiza denúncias de fraude eleitoral no Equador

O chefe dos observadores da União Europeia (UE) minimizou nesta quinta-feira as denúncias da oposição equatoriana sobre a possibilidade de uma fraude nas eleições gerais de domingo.

AFP |

"Não temos a ideia de que o Equador seja um país de fraude eleitoral", disse o português José Ribeiro e Castro à imprensa estrangeira.

O chefe da missão da UE, que já participou como observador de eleições equatorianas, descartou que haja indícios de fraude, mas ressaltou: "se houver uma preocupação estaremos mais atentos".

str/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG