Missão da UE contra pirataria somali começa ainda em dezembro

Paris, 19 nov (EFE).- O ministro da Defesa francês, Hervé Morin, anunciou hoje que em 8 de dezembro iniciará a missão da União Européia (UE) contra a pirataria no Golfo de Áden.

EFE |

Morin, cujo país exerce neste semestre a Presidência da UE, disse à imprensa que a missão, que envolverá "cinco ou seis" navios de guerra "começará em 8 de dezembro", ou seja, antes do que era inicialmente previsto.

Segundo ele, desde que se propôs a iniciativa e até que ela se inicie "no início de dezembro", terão passado "menos de três meses".

O ministro francês ressaltou que os navios europeus terão três missões: "garantir a escolta dos navios de marinha mercante dos armadores que pedirem, seguir escoltando os navios do Programa Alimentício Mundial da ONU (PAM) e fazer operações de controle da zona com aviões de patrulha marítima".

Segundo o Organismo Marítimo Internacional, 94 navios foram atacados por piratas somalis no oceano Índico e no golfo de Áden este ano, um número muito elevado em comparação a 2007.

Hoje, o embaixador russo perante a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Dmitri Rogozin, já havia proposto uma missão militar terrestre no litoral da Somália para acabar com as bases piratas, em coordenação com a Aliança Atlântica e a União Européia.

"Todos sabemos que é em terra onde os piratas têm seus ninhos, e deveria ser feito um trabalho comum para acabar com eles", além de manter as operações navais previstas, disse Rogozin em coletiva de imprensa. EFE ac/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG