Missão da ONU deixará Nepal em meados de maio

NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) estendeu nesta quinta-feira o mandato de sua missão no Nepal até meados de maio, para que termine o monitoramento do processo de paz no país, mas advertiu que se preparava para deixar o lugar. Sob um acordo de 2006 que pôs fim a uma guerra civil de uma década entre o governo do Nepal e os rebeldes maoístas, a missão da ONU supervisionou a região para que os ex-combatentes cumprissem com um tratado em torno de suas armas e exércitos.

Reuters |

O Conselho de Segurança esperava retirar a missão neste mês, mas uma crise política desde que os maoístas abandonaram o governo em maio, em meio a uma disputa por uma tentativa da facção de derrubar o chefe do Exército, atrasou a saída dos combatentes dos campos.

O processo foi retomado no início do mês, quando os ex-soldados maoístas começaram a abandonar os acampamentos, uma decisão considerada crucial para a paz no Nepal, que tenta ter uma nova Constituição depois de abolir a monarquia em 2008.

A resolução do Conselho de Segurança estendeu o mandato da missão até 15 de maio a pedido do governo nepalês.

(Reportagem de Patrick Worsnip)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG