Missão arqueológica faz novas descobertas sobre tumba de Cleópatra

Cairo, 15 abr (EFE).- Uma missão arqueológica egípcia e dominicana afirmou ter descoberto novas provas que confirmam a presença da tumba de Cleópatra e Marco Antonio nas proximidades de Alexandria, segundo um comunicado divulgado hoje.

EFE |

O diretor da parte egípcia da expedição, Zahi Hawas, anunciou em uma nota do Conselho Supremo de Antiguidades (CSA) a descoberta de um cemitério junto ao templo de Abusiris, no norte do Egito, no qual 27 tumbas com 10 múmias foram desenterradas.

Hawas, que também é secretário-geral do CSA, ressaltou que este cemitério foi utilizado por nobres e funcionários que escolheram repousar eternamente nesse lugar devido à proximidade de uma tumba real dentro do templo, o que reforçaria a ideia da presença de Cleópatra.

Segundo a nota, os estudos realizados pela diretora dominicana da missão, a advogada Kathleen Martínez, demonstram que os restos dos dois amantes se encontram no complexo arqueológico de Abusiris, situado a cerca de 50 quilômetros ao oeste de Alexandria.

A nota lembra que já foram recuperadas nesta área uma cabeça de alabastro que representa Cleópatra e 22 moedas de bronze com a imagem da rainha, além de uma estátua real decapitada e uma máscara do general romano Marco Antonio.

Além disso, o comunicado explica que um radar ajudou a localizar três locais nos quais podem estar a tumba real da mítica rainha egípcia, e que os trabalhos de escavação nas áreas rastreadas começarão nesta semana. EFE jfu/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG