Ministros renunciam por escândalo de corrupção em Taiwan

O vice-premier e o ministro das Relações Exteriores de Taiwan renunciaram a seus cargos por um escândalo de corrupção.

AFP |

O vice-premier Chiou I-jen fez o anúncio em uma entrevista coletiva.

Quase ao mesmo tempo, um funcionário da chancelaria anunciou a saída do chefe da diplomacia taiwanesa, James Huang.

O governo taiwanês desbloqueou 30 milhões de dólares de fundos especiais para obter em 2006 o apoio de Papua Nova Guiné na luta entre Taiwan e a rival China por apoio internacional.

Porém, a justiça suspeita que dois empresários de Cingapura que atuavam como intermediários ficaram com o dinheiro.

Este é mais um dos muitos escândalos que afetam o governo do presidente Chen Shui-bian, cujo Partido Democrata Progressista (DPP) foi derrotado de maneira impiedosa nas eleições legislativas de janeiro e nas presidenciais de março.

O novo presidente, o nacionalista Ma Ying-jeou, eleito em 22 de março, tomará posse no dia 20 de maio.

vty/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG