O primeiro-ministro do Peru, Jorge Del Castillo, e todos os ministros do gabinete do presidente Alan García pediram renúncia nesta quinta-feira após um escândalo de corrupção que envolve concessões para a exploração de petróleo. O presidente ainda não informou se aceitará as renúncias.

Membros do governo e do partido do presidente são acusados de receber propinas para influenciar nas licitações para a exploração de petróleo.

No último domingo, uma emissora de televisão divulgou gravações de áudio que mostram o presidente da companhia estatal de petróleo e um lobista próximo ao governo afirmando que receberam pagamentos ilegais da empresa petrolífera norueguesa Discover Petroleum.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.