Ministros israelenses veem divergências internas no Hamas

Dois ministros israelenses que integram o gabinete de segurança destacaram nesta terça-feira que existem divergências sobre a questão de um cessar-fogo entre a direção do Hamas na Faixa de Gaza e a do movimento islamita em Damasco.

AFP |

"O Hamas de Damasco está disposto a combater até a última gota de sangue, enqanto o Hamas de Gaza está disposto a um cessar-fogo", afirmou à rádio pública o ministro do Interior, Meir Sheetrit.

Ele fez referência ao líder do Hamas no exílio, na Síria, Khaled Mechaal, que aparece como partidário de uma linha intransigente, e ao primeiro-ministro do governo do Hamas em Gaza, Ismail Haniyeh.

Este último afirmou na segunda-feira que o Hamas estava disposto a "examinar de forma positiva qualquer iniciativa que pode acabar com esta agressão e o derramamento de sangue de nossas crianças".

Haniyeh comentava a iniciativa do Egito para obter uma saída negociada à guerra, que permita um acordo sobre o fim do bloqueio imposto por Israel à Faixa de Gaza e sobre o contrabando de armas pelo Hamas.

"O Hamas interno está muito mais disposto que o Hamas externo a um cessar-fogo negociado com a mediação do Egito", afirmou por sua parte o ministro dos Transportes, Shaul Mofaz.

jlr/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG