Ministros de Gordon Brown cercam em apoio seu acossado líder

Londres, 26 set (EFE).- Os ministros do premier britânico, Gordon Brown, acudiram em apoio a seu acossado líder na véspera do Congresso Trabalhista, realizado a partir de domingo na localidade litorânea de Brighton (sul da Inglaterra).

EFE |

Trata-se do último congresso antes das eleições gerais, previstas para o próximo mês de junho e nas quais, segundo todas as pesquisas de intenções de voto, os trabalhistas passarão à oposição após treze anos de Governo, deles dez sob Tony Blair, que ganhou três mandatos consecutivos.

Um dos ministros que decidiram mostrar seu apoio a Brown é o de Educação, Ed Balls, considerado como um dos mais firmes aliados do Primeiro-ministro, que disse que a "autenticidade" deste será valorizada pelos eleitores nas urnas.

Por sua vez, o ministro de Desenvolvimento Internacional, Douglas Alexander, afirmou, em declarações ao diário "Daily Mirror", que Brown não tem "nada que temer" em um eventual debate perante as câmaras de televisão com o líder da oposição conservadora, David Cameron.

Já o ex-vice-primeiro-ministro e hoje deputado John Prescott acusou aos trabalhistas que ocupam cadeiras na Câmara dos Comuns de "derrotismo".

Em declarações ao jornal "The Independent", Prescott se queixou que "há uma falta de direção" nos encarregados da campanha trabalhista, que faz com que o partido vá à deriva.

Mas Balls insistiu em que ainda podem vencer as próximas eleições e disse que o partido necessita gente disposta a lutar e que não se dê simplesmente por vencida.

O ministro para a Empresa e ex-comissário europeu de Comércio, Peter Mandelson, criticou suavemente a Brown ao assinalar que este sairia beneficiado fosse melhor nas relações públicas. EFE jr/fk

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG