Ministros da UE coordenam medidas de ajuda aos europeus em Mumbai

Bruxelas, 27 nov (EFE).- Os ministros do Interior da União Européia (UE) condenaram hoje com a maior firmeza os atentados em Mumbai, e começaram a coordenar a ajuda aos cidadãos europeus presentes na cidade indiana.

EFE |

Os ministros, que estão reunidos em Bruxelas, emitiram uma declaração na qual transmitem suas condolências às vítimas e a seus familiares e sua solidariedade às autoridades indianas.

Confirmaram que entre os 100 mortos e os mais de 200 feridos há cidadãos europeus, mas disseram que ainda não é possível fazer um balanço preciso do número de vítimas.

Os ministros do Interior, que foram informados da situação em Mumbai pelos serviços competentes do Conselho e da Comissão Européia, colocaram em comum as medidas adotadas por cada um dos 27 Estados-membros para ajudar as vítimas, e especialmente aos cidadãos da União Européia.

Foram iniciadas imediatamente medidas de coordenação, tanto em Bruxelas quanto em Mumbai, e a iniciativa da Presidência francesa da UE.

A UE já enviou a Mumbai meios para assistência médica, consular e de evacuação.

O Conselho da UE lembrou, neste contexto, que os cidadãos europeus cujo país não tiver representação diplomática em Mumbai podem se dirigir aos serviços de qualquer outro Estado membro.

Na opinião dos países-membros da UE, estes ataques mostram que a ameaça terrorista persiste, e exige uma ação decidida e coordenada do bloco europeu para combatê-la e reforçar a cooperação com outros países. EFE epn/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG