Ministro venezuelano mostra satisfação com desenvolvimento do referendo

Caracas, 15 fev (EFE).- O ministro da Defesa venezuelano, o general-em-chefe Gustavo Rangel, expressou hoje sua satisfação devido à normalidade com a qual está se desenvolvendo o referendo na Venezuela para aprovar ou rejeitar uma reforma constitucional sobre a reeleição de cargos públicos de eleição popular.

EFE |

"Estou feliz pela forma como vem se desenvolvendo o Plano República e o processo de votação", disse Rangel à imprensa.

O militar convidou os venezuelanos a "participar com alegria e dignidade", e felicitou todas as entidades organizadoras da votação.

O Plano República é a operação que garante a segurança e a ordem nos processos de votação.

Desta vez, cerca de 140 mil soldados e oficiais, ativos e da reserva, foram mobilizados para zelar pelos 11,297 mil centros de votação do país.

Com exceção de alguns inconvenientes pontuais menores, nem as autoridades nem porta-vozes dos grupos políticos que disputam no referendo informaram sobre incidentes de importância.

Rangel disse que estão sendo cumpridos, sem novidades, tanto o fechamento da fronteira com a Colômbia, das 23h de sábado às 23h de hoje, quanto a proibição de portar armas e o aquartelamento das policiais locais e regionais.

Hoje, cerca de 17 milhões de venezuelanos poderão aprovar ou rejeitar um projeto de emenda constitucional que permitiria aos cargos públicos de escolha popular se apresentar à reeleição de forma ilimitada. EFE rr/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG