Ministro venezuelano diz que referendo começou com ordem e normalidade

Caracas, 15 fev (EFE).- A votação sobre o referendo que acontece hoje na Venezuela começou em perfeita ordem e normalidade, disse à imprensa o ministro da Energia e Petróleo venezuelano, Rafael Ramírez.

EFE |

"Há absoluta normalidade, bastante participação e há filas em alguns centros", disse Ramírez, após votar em um colégio da zona central de Caracas.

"Temos relatos do interior do país, onde também tudo ocorre em ordem. Será um evento estelar para nossa história política", acrescentou o ministro.

O canal estatal "Venezolana de Televisión" afirmou que, durante a noite, um grupo de desconhecidos pichou frases alusivas a uma "fraude eleitoral" nas paredes de uma escola em Caracas.

O canal privado "Globovisión" informou que no bairro 23 de Enero, em Caracas e tradicional reduto da esquerda, houve caravanas realizando propaganda política, algo proibido a partir da meia-noite da sexta-feira pelo Conselho Nacional Eleitoral (CNE).

Hoje, cerca de 17 milhões de venezuelanos poderão aprovar ou rejeitar um projeto de emenda constitucional que permitiria aos cargos públicos de escolha popular se apresentar à reeleição de forma ilimitada. EFE rr/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG