Ministro turco pede boicote a produtos chineses

Ancara, 9 jul (EFE).- O ministro da Indústria da Turquia, Nihat Ergun, defendeu hoje o boicote aos produtos chineses para protestar contra os incidentes violentos na região chinesa de Xinjiang, onde vive a maior parte das pessoas da etnia uigur.

EFE |

Ergun disse que a resposta ao massacre em Xinjiang não deviam ser só os protestos na rua, mas "também é necessário boicotar os produtos desse país".

"Os turcos podem mostrar sua reação não comprando produtos chineses", disse o ministro a um grupo de jornalistas.

O primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, disse hoje, em Istambul, que a Turquia "não pode ficar com os braços cruzados diante dessa selvageria", em referência ao que os uigures estão sofrendo na China.

Partidos islâmicos e nacionalistas, além das associações uigures presentes na Turquia, país com o qual compartilham laços culturais, linguísticos e religiosos, exigiram uma reação mais dura de Ancara perante Pequim. EFE dt/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG