Ministro russo diz que Rússia poderá revistar aviões dos EUA ao Afeganistão

Moscou, 7 jul (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores russo, Serguei Lavrov, disse hoje que a Rússia poderá registrar os aviões americanos que sobrevoarem seu território com armamento e soldados com destino ao Afeganistão.

EFE |

"A jurisdição da Federação Russa será aplicada em todos os casos nos quais quisermos. Quando assim exigirmos", disse Lavrov, ao canal de televisão "Vesti".

Lavrov ressaltou que a Rússia "tem direito de pedir a qualquer voo que aterrisse na Federação Russa para comprovar que a correspondente declaração de carga corresponde com o que realmente se encontra a bordo".

"Todos estes procedimentos foram assinados. Este é um mecanismo jurídico muito eficaz, que foi aceito pela parte americana, por isso acho que funcionará sem problemas", disse.

O chefe da diplomacia russa explicou que o acordo intergovernamental contempla só o trânsito "aéreo", não o terrestre.

"A aviação americana planeja realizar um significativo número de voos, até mais de 4 mil ao ano", disse.

Este acordo, assinado ontem dentro da atual visita à Rússia do presidente americano, Barack Obama, complementa o anterior sobre trânsito de cargas não militares e tem um ano de validade, mas é prorrogável automaticamente.

Após o anúncio no começo do ano do fechamento da base aérea americana de Manas pelas autoridades do Quirguistão, os EUA tiveram que pedir um corredor de passagem através do território da Rússia e de outras repúblicas centro-asiáticas para abastecer suas tropas no Afeganistão. EFE io/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG