Ministro russo defende liderança coletiva com UE e EUA

Moscou, 21 abr (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, defendeu uma liderança coletiva com a União Européia (UE) e os Estados Unidos, em artigo sobre o estado e as perspectivas das relações de Moscou com o Ocidente publicado hoje pela imprensa russa.

EFE |

"Se falarmos de regulação global ou de assuntos semelhantes, não temos alergia a isso. Estamos dispostos, na mesma medida que nossos parceiros principais, a chegar a compromissos", segundo o chefe da diplomacia russa.

Acrescenta que justamente para isso apontam as idéias de Moscou sobre a "liderança coletiva dos principais países do mundo, sobre a tripla interação entre Rússia, União Européia e Estados Unidos, sobre a abertura estratégica".

"Estamos convencidos de que, sem uma interação em condições de igualdade neste formato 'triangular' não construiremos na zona euroatlântica uma arquitetura de segurança coletiva estável, de acordo com as exigências da época", disse Lavrov.

Com este objetivo, disse o ministro de Exteriores, se contradizem radicalmente ações unilaterais como a proclamação da independência do Kosovo, a localização de elementos do escudo antimísseis americano no Leste Europeu e o apoio à entrada da Ucrânia e da Geórgia na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Segundo Lavrov, este desenvolvimento terá uma dupla conseqüência: por um lado, "as relações da Rússia e Europa Ocidental voltarão aos tempos quando não eram mais do que uma função das relações russo-americanas", e por outro, "inevitavelmente haverão atritos transatlânticos". EFE bsi/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG