situação desesperada em Cuba - Mundo - iG" /

Ministro rechaça risco de situação desesperada em Cuba

Havana, 6 out (EFE).- O ministro da Economia de Cuba, José Luis Rodríguez, assegurou que o país não cairá em uma situação desesperada apesar das perdas multimilionárias e da escassez de alimentos e outros produtos, após a passagem de dois furacões, informou hoje a imprensa local.

EFE |

"Há processos cujas soluções requerem mais tempo, mas não vamos retroceder, nem se criará uma situação desesperada", disse Rodríguez, em declarações publicadas hoje pela revista oficial "Trabajadores".

O ministro fez essas declarações durante uma reunião com a comissão de ajuda à província nordeste de Tunas, uma das mais afetadas pelo furacão "Ike", que arrasou a ilha entre 7 e 9 de setembro.

Em declarações divulgadas hoje pela televisão cubana, Rodríguez afirmou em Guantánamo que "não há (...) razões para especular nem levantar expectativas sobre uma situação de crise de fome".

"Está garantida a alimentação da população", acrescentou.

O também vice-presidente do Conselho de Ministros afirmou que o país dispõe de estoques para enfrentar situações excepcionais e está em condições de fazer importações adicionais superiores a US$ 2 bilhões, que deve ser usada na compra de alimentos para este ano.

O ministro disse ainda que o Governo traçou estratégias para a distribuição e fabricação de abrigos, o que inclui a importação de materiais que até agora eram fornecidos por reservas e doações recebidas.

"Apesar das enormes perdas econômicas, não há necessidades que não serão atendidas", prometeu. EFE jlp/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG