Ministro polonês diz que não é candidato à Secretaria-Geral da Otan

Varsóvia, 3 abr (EFE).- O ministro de Exteriores polonês, Radoslaw Sikorski, afirmou nesta sexta-feira, no mesmo dia que começa a cúpula da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), que deve ser escolhido um novo secretário-geral, que ele não é candidato para dirigir a Aliança Atlântica.

EFE |

"Há três candidatos para ocupar a Secretaria-Geral da Otan, mas eu não sou um deles", declarou Sikorski à "Rádio TOK".

Sikorski destacou, no entanto, que era importante que os países do antigo bloco comunista estivessem representados na organização.

A Otan inicia hoje a cúpula comemorativa do 60º aniversário nas cidades de Kehl (Alemanha) e Estrasburgo e, entre seus cometidos, deverá escolher o substituto do atual secretário-geral, o holandês Jaap de Hoop Scheffer. EFE nt/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG