Ministro libanês nega que Hisbolá tenha lançado foguetes contra Israel

Beirute, 8 jan (EFE).- O ministro do Trabalho libanês, Mohammed Fneish, membro do grupo xiita Hisbolá, negou hoje que a organização seja responsável pelo lançamento de vários foguetes hoje do sul do Líbano contra o norte de Israel.

EFE |

Antes de começar uma reunião de gabinete, Fneish disse que "quando Hisbolá faz algo, anuncia, e não tem problemas em fazê-lo".

Além disso, qualificou de "agressão contra o Líbano" os disparos da artilharia israelense que seguiram o lançamento de projéteis de território libanês, e afirmou que Israel continua violando os direitos de um grande número de países árabes.

O Hisbolá, um dos principais inimigos de Israel, costuma informar em comunicados deste tipo de ataques, o que não aconteceu nesta ocasião.

Hoje, um grupo desconhecido lançou vários foguetes do sul do Líbano contra o norte de Israel, em um incidente isolado que, no entanto, fez elevar a tensão regional pelos combates na Faixa de Gaza.

Fontes dos serviços de segurança libaneses confirmaram à Agência Efe que três foguetes Katyusha foram lançados do norte de Nakura, que é controlada pelo Exército libanês e pela Força Interina da ONU para o Líbano (Finul).

O lançamento foi confirmado em comunicado pelo Exército libanês, que atribuiu a autoria a "um grupo desconhecido", apesar de o único grupo armado na região ser o Hisbolá.

Em Israel foi informado que um dos foguetes deixou dois feridos, após cair no teto de um asilo. O Exército israelense respondeu com o lançamento de cinco projéteis contra o sul do Líbano, sem terem sido reportadas vítimas. EFE ks/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG