Beirute, 4 set (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores libanês, Fawzi Salloukh, disse que o Líbano não tem interesse em negociar com Israel e que, entre suas prioridades, está colocar fim às incursões israelenses no território nacional.

"O Líbano não tem interesse em negociar com Israel", disse Salloukh, em entrevista publicada hoje pelo jornal árabe internacional "As-Sharq al-Awsat", com sede em Londres.

Salloukh disse que "não é oportuno" comparar a Síria com seu país, já que as autoridades de Damasco estão realizando negociações de forma indireta com Tel Aviv, através da Turquia.

No entanto, o chefe da diplomacia libanesa afirmou que, se essas negociações tiverem sucesso, isso repercutirá de modo positivo sobre a região.

Para Salloukh, ainda é cedo para falar de negociações diretas entre Síria e Israel, porque é preciso esperar que sejam escolhidos os novos chefes do Governo de Estados Unidos e Israel.

Hoje, mais uma vez, a aviação israelense voltou a sobrevoar o espaço aéreo libanês, violando a resolução 1.701 do Conselho de Segurança da ONU, que colocou fim ao conflito travado em território libanês em meados de 2006. EFE ks/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.