Ministro japonês diz que economia não deve crescer em 2009/2010

TÓQUIO (Reuters) - O ministro de Finanças do Japão, Kaoru Yosano, disse que a economia do país não deve crescer no ano fiscal que se inicia no próximo mês de abril. O comentário foi um dos mais desoladores até agora sobre o impacto da desaceleração econômica.

Reuters |

A pior crise financeira dos últimos 80 anos já começou a gerar efeitos sobre a economia global e a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) estima contração dos Estados Unidos, Europa e Japão em 2009.

Os comentários de Yosano indicam que a crise pode empurrar para baixo o Produto Interno Bruto (PIB) japonês durante todo o ano fiscal, até março de 2010.

Uma contração prolongada será uma péssima notícia para a situação fiscal do governo japonês, já que isso vai significar menos receita durante um momento em que o governo enfrenta uma montanha de dívidas.

Na segunda-feira, dados mostraram que a economia do país entrou em recessão, ao contrair 0,1 por cento no terceiro trimestre, marcando o segundo trimestre consecutivo de contração do PIB.

(Reportagem de Yuzo Saeki)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG