O ministro italiano do Desenvolvimento Econômico, Claudio Scajola, envolvido em um escândalo de corrupção pela compra de um apartamento em Roma, anunciou sua renúncia nesta terça-feira, ao mesmo tempo que se disse inocente.

O ministro italiano do Desenvolvimento Econômico, Claudio Scajola, envolvido em um escândalo de corrupção pela compra de um apartamento em Roma, anunciou sua renúncia nesta terça-feira, ao mesmo tempo que se disse inocente.

"Devo me defender e para me defender não posso continuar meu trabalho de ministro como tenho feito nos últimos dois anos", declarou Scajola à imprensa após uma reunião com o primeiro-ministro Silvio Berlusconi.

Scajola é suspeito de ter recebido comissões na aquisição de um apartamento no centro de Roma em julho de 2004.

glr/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.