Ministro italiano pede que Rússia continue colaborando com a Otan

Roma, 22 ago (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores italiano, Franco Frattini, pediu hoje à Rússia que reconsidere sua decisão de suspender a colaboração militar com a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), pois é indispensável para a segurança comum.

EFE |

A Rússia anunciou ontem que estava suspendendo a cooperação militar com a Otan, após a divergências devido ao conflito na Geórgia e ao projeto americano de escudo antimísseis.

"A Rússia precisa de nós e nós precisamos da Rússia", disse Frattini, em declarações ao informativo da televisão pública italiana.

Por isso, expressou sua esperança de que "as autoridades russas queiram reconsiderar sua decisão de reduzir ou, pior, suspender sua colaboração com a Otan".

Frattini se mostrou convencido de que, para Itália, Europa e Otan, a colaboração militar com a Rússia é indispensável, já que "nisso vai nossa segurança, não só a da Rússia". EFE cr/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG