Ministro italiano diz que terrorismo é emergência mundial

Roma, 3 dez (EFE).- O ministro do Interior da Itália, Roberto Maroni, declarou hoje que o terrorismo internacional corre o risco de se transformar em uma emergência planetária, após os atentados de Mumbai, na Índia e as detenções ontem de dois marroquinos suspeitos de atividades terroristas, na província de Milão.

EFE |

O ministro anunciou que na próxima semana viajará aos Estados Unidos para aprofundar e fortalecer a cooperação a luta contra o terrorismo internacional, durante um discurso em uma escola de formação da Polícia.

Maroni mostrou-se muito preocupado pelos marroquinos detidos ontem em Milão que pretendiam atentar na tradicional Praça do Duomo, entre outros lugares.

"Os detidos estavam preparando um ataque na Itália com diversos alvos, entre eles igrejas, quartéis e supermercados. Neste caso, a Polícia demonstrou a eficácia de suas ações".

Os marroquinos detidos ontem pretendiam realizar ataques no Duomo de Milão, além de edifícios militares e civis, como os quartéis do Exército de Perruccheti e dos Carabineiros de Giusano, um estacionamento e o bar "Mistral" de Seregno, todos eles na província milanesa.

Os detidos queriam atentar na Itália porque, segundo diziam, "não é preciso ir ao Afeganistão para se sentir da Al Qaeda, podemos combater aqui", e alegaram que "no Afeganistão os italianos matam muçulmanos".

Os marroquinos estavam já preparando bombas artesanais com garrafas de oxigênio, seguindo manuais baixados da internet. EFE cps/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG