Ministro italiano afirma que naufrágio foi "enorme erro humano"

Ministro italiano da Defesa, Giampaolo Di Paola, declarou que o naufrágio do navio Costa Concordia teve consequencias dramáticas

Agência Ansa |

O ministro italiano da Defesa, Giampaolo Di Paola, declarou hoje, em entrevista à emissora de TV Rai Tre, que o naufrágio do navio Costa Concordia foi "um enorme erro humano que teve consequências dramáticas, infelizmente".

"Navios daquela dimensão não podem passar perto de uma costa onde se sabe ser rasa", afirmou, acrescentando que espera que o número de mortes não aumente. "Estão em curso inspeções na parte emersa, pode haver outros passageiros presos", disse o ministro.

Por sua vez, o procurador-chefe de Grosseto, Francesco Verusio, reiterou que "a caixa-preta vai nos dizer sobre as manobras que foram feitas pelo navio antes do acidente e imediatamente após" e o que o resultado de sua análise deve ficar pronto em "par de dias".

Estamos avaliando as eventuais responsabilidades de outras pessoas que poderiam ser responsáveis por essas manobras tão arriscadas. Esperamos um relatório da Capitania dos Portos de Livorno que, nestas circunstâncias, são precisos, pontuais e muito eficientes".

    Leia tudo sobre: NaufrágioItáliaCosta Concordia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG