Jerusalém, 24 ago (EFE).- O ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, se reunirá na terça-feira, em Alexandria, com o presidente do Egito, Hosni Mubarak, com quem vai tratar da libertação do soldado israelense Gilad Shalit, mantido refém na Faixa de Gaza.

Barak também se reunirá com seu colega egípcio, Mohamed Hussein Tantawi, e com o chefe do serviço secreto e principal negociador do Egito para temas palestinos, general Omar Suleiman, confirmou à Agência Efe o escritório de imprensa do Ministério da Defesa israelense.

A viagem tem como objeto impulsionar as negociações entre Israel e o movimento islâmico Hamas para a libertação de Shalit, seqüestrado em junho de 2006 por facções palestinas na fronteira com Gaza, informa hoje o jornal "The Jerusalem Post".

Na pauta das reuniões também estão a frágil trégua entre Israel e o Hamas em Gaza e em seus arredores desde 19 de junho, além dos esforços do Egito para controlar o contrabando de armas para esse território palestino.

Fontes do Hamas confirmaram hoje em Gaza que uma delegação do movimento palestino também viajará nos próximos dias ao Cairo para conversar sobre a troca de prisioneiros com Israel e o andamento da trégua.

Também é esperado que as partes discutam as chances de um diálogo entre as facções palestinas, em conflito desde que o Hamas tomou o poder em Gaza em junho de 2007, após expulsar as forças leais ao presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas.

A Jihad Islâmica também enviou ao Egito uma delegação, que deve chegar hoje ao Cairo para tratar do diálogo intrapalestino, informou esse movimento em seu site oficial. EFE aca/wr/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.