Ministro israelense pede pressão sobre Hamas para forçar negociação

Cairo, 21 jun (EFE).- O ministro da Defesa israelense, Ehud Barak, pediu hoje no Cairo à comunidade internacional para pressionar o movimento islâmico palestino Hamas para que aceite as exigências apresentadas ao grupo para negociar, segundo a agência egípcia Mena.

EFE |

Segundo o meio de comunicação, depois de se reunir com o presidente do Egito, Hosni Mubarak, o ministro israelense pediu aos países do Quarteto de Madri para o Oriente Médio (Rússia, Estados Unidos, União Europeia e ONU) para pressionarem o Hamas a aceitar os requisitos da comunidade internacional.

As principais exigências ao Hamas são que renuncie à violência, reconheça Israel e aceite os acordos assinados no passado entre o Estado judeu e a Organização para a Libertação da Palestina (OLP), à qual o movimento islâmico não pertence.

O Cairo se transformou em uma importante praça negociadora tanto para palestinos quanto para israelenses.

Junto com outras facções palestinas, Hamas e Fatah iniciaram no começo deste ano um diálogo de reconciliação patrocinado pelo Egito, cujo objetivo é formar um Governo de união nacional e organizar eleições palestinas para 2010.

Neste sentido, o ministro israelense levantou a possibilidade de um Governo palestino que inclua o Hamas.

"Isso (a presença do Hamas no Governo palestino) depende de que o Hamas aceite as condições da comunidade internacional; nós não pretendemos dizer à parte palestina o que deve fazer, respeitamos a vontade do povo palestino", disse.

Enviados israelenses e do movimento islâmico também mantêm contatos indiretos no Egito sobre a libertação do soldado israelense Gilad Shalit, sequestrado em Gaza em junho de 2006. O último destes contatos aconteceu em 15 de junho no Cairo.

Após abordar hoje a questão do soldado com Mubarak, Barak preferiu não fazer comentários e disse que este assunto deve ser tratado longe dos meios de comunicação, segundo a agência "Mena".

EFE aj/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG