Ministro israelense diz a Carter que pode se reunir com Hamas

Por Dan Williams JERUSALÉM (Reuters) - Um ministro israelense se ofereceu para participar de um encontro com uma liderança palestina do Hamas para pedir a libertação do soldado capturado em Gaza, disse nesta sexta-feira seu porta-voz.

Reuters |

A iniciativa, se concretizada, romperia com a política do governo israelense.

Segundo o porta-voz, o ministro da Indústria e Comércio israelense, Eli Yishai, apresentou a proposta ao ex-presidente norte-americano Jimmy Carter, que está em Israel. Carter visitará também a Síria, onde deve se reunir com o líder supremo exilado do Hamas Khaled Meshaal.

O soldado israelense Gilad Shalit foi capturado em junho de 2006, e o Hamas, no poder em Gaza, pede a Israel que liberte centenas de palestinos presos em troca de Shalit. O primeiro-ministro Ehud Olmert tem recusado a proposta.

O porta-voz de Yishai, Roei Lachmanovich, disse que o ministro afirmou a Carter que ele 'ficaria feliz de encontrar qualquer pessoa relevante -- incluindo Meshaal' para pedir a libertação de Shalit, bem como a de outros dois soldados israelenses capturados pela guerrilha libanesa Hezbollah em julho de 2006.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG