Ministro israelense acha que conversas EUA-Irã têm poucas chances de sucesso

Jerusalém, 25 mai (EFE).- O ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, afirmou hoje que a iniciativa diplomática dos Estados Unidos de negociar com o Irã para que este suspenda seu programa nuclear têm poucas chances de sucesso.

EFE |

"Acho que a opção de que o diálogo consiga cessar os esforços nucleares do Irã é muito reduzida", disse Barak à rádio pública israelense.

O ministro da Defesa de Israel acredita que o Irã é uma das "mais sérias e potenciais ameaças" contra seu país, e reiterou que não descarta nenhuma opção a respeito do programa nuclear de Teerã.

Desde sua chegada ao poder, em janeiro, o presidente americano, Barack Obama, expressou sua vontade de dialogar com Teerã, mas também deixou claro que o regime iraniano deve renunciar ao suposto programa nuclear com fins militares se não quiser se arriscar a um maior isolamento diplomático e possíveis sanções.

Na semana passada, Obama disse que os esforços diplomáticos não serão indefinidos e que espera ver algum progresso sobre a questão antes do fim do ano.

Estados Unidos, Israel e as principais potências européias temem que o Irã esteja escondendo por trás do programa nuclear civil um projeto militar destinado a obter mísseis com ogivas nucleares.

O Irã, país com o qual os EUA romperam relações diplomáticas em 1980, sustenta que seus fins são civis e que não busca desenvolver armamento nuclear.

As declarações de Barak ocorrem um dia depois de o chefe do Estado-Maior Conjunto dos EUA, almirante Mike Mullen, advertir que o Irã pode estar se preparando para fabricar uma arma nuclear em um período de um a três anos, por isso considerou que ainda há tempo para a diplomacia. EFE db/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG