Ministro indiano obriga colega a deixar hotel de luxo

Nova Délhi, 8 set (EFE).- O ministro de Finanças da Índia, Pranab Mukherjee, obrigou seu colega da pasta de Assuntos Exteriores, S.

EFE |

M.

Krishna, a deixar o hotel de cinco estrelas em que estava hospedado havia três meses.

Para Mukherjee, a permanência de Krishna no estabelecimento de luxo representava uma contradição em tempos de austeridade.

Tanto Krishna como o vice-ministro de Assuntos Exteriores, Shashi Tharoor, estavam havia vários meses hospedados em hotéis de luxo da capital indiana, à espera do fim da reforma em suas residências oficiais.

"Pedi a ambos os ministros que saiam dos quartos desses hotéis", disse Mukherjee, considerado um dos "homens fortes" do Executivo, à agência indiana "Ians".

A notícia sobre a permanência dos dois funcionários em hotéis de luxo foi publicada pelo jornal "The Indian Express". Porém, a publicação disse que ambos pagavam as despesas de seu próprio bolso.

Manish Tiwari, porta-voz do governista Partido do Congresso, afirmou à "Ians" que a decisão dos ministros de ficarem hospedados em hotéis cinco estrelas enquanto o Governo aprova medidas de austeridade não envia um sinal correto à população. EFE daa/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG