Ministro francês desafia críticos a acolherem ciganos em seus municípios

Ciganos estão na mira do governo francês, que vem intensificando projetos polêmicos de medidas repressivas contra os estrangeiros

EFE |

AP
Brice Hortefeux, ministro do Interior francês
O ministro do Interior francês, Brice Hortefeux, desafiou neste sábado todos os críticos à ofensiva do Governo de Paris contra os ciganos a acolherem e instalarem os membros dessa minoria em seus respectivos municípios. "Quando ouço alguns condenarem o desmantelamento de acampamentos insalubres, ilegais e indignos, eu gostaria que, além das palavras, esses mesmos (críticos) os acolhessem e instalassem em seu município", declara o ministro em entrevista publicada hoje pelo jornal "Le Monde".

Hortefeux se defende das críticas contra sua política , vindas de dentro e de fora da França, ao ressaltar que sua responsabilidade e a do Governo é fazer com que se cumpra a lei. Aos dirigentes da oposição que condenaram as deportações de ciganos que começaram nesta semana, o ministro reprova o fato de que não bolem uma alternativa.

"Tanto sobre segurança e imigração, como sobre impostos e previdência, a esquerda se cala porque não tem nada a dizer", prossegue o ministro.

Também responde às advertências da Comissão Europeia (órgão executivo da União Europeia). Segundo ele, não foi a entidade que censurou as deportações, mas "um funcionário da Comissão" se pronunciou sobre esta questão para dizer que a França devia respeitar as regras comunitárias da livre circulação.

    Leia tudo sobre: ciganofrançaimigração

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG