Ministro francês dá como morto chefe da missão da ONU no Haiti

Paris, 13 jan (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores francês, Bernard Kouchner, deu hoje como morto o chefe da Missão das Nações Unidas no Haiti (Minustah), o tunisiano Hedi Annabi, em consequência do terremoto que assolou o país caribenho.

EFE |

"Infelizmente, o edifício da ONU desabou e parece que todos os que estavam nele, incluindo meu amigo Annabi, enviado especial do secretário-geral das Nações Unidas, e todos os que estavam com ele estão mortos", afirmou o chefe da diplomacia francesa à rádio "RTL".

EFE lmpg/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG