Ministro francês agradece a Colômbia por resgate de Ingrid Betancourt

Bogotá, 3 jul (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores francês, Bernard Kouchner, agradeceu hoje o Governo da Colômbia pelo resgate de Ingrid Betancourt, e disse que a família da ex-candidata presidencial colombiana ajudará a libertar os que continuam sob poder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

EFE |

Kouchner chegou a Bogotá procedente de Paris para se encontrar com a franco-colombiana Betancourt, que foi resgatada na quarta-feira pelo Exército colombiano junto com mais 14 reféns das Farc.

"Quero agradecer o presidente Uribe e quero agradecer o povo colombiano e todos que participaram da luta pela libertação de Ingrid e de todos os presos", disse Kouchner, após abraçar a política resgatada.

O ministro francês chegou acompanhado pelos filhos de Betancourt, Mélanie e Lorenzo Delloye, que moram na França, pelo ex-marido da resgatada, Fabrice Delloye, e pela irmã da mesma, Astrid Betancourt, e se reunirá com o presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, e depois voltará a Paris hoje mesmo.

Betancourt, que disse se sentir no "paraíso" junto com os filhos, anunciou que viajará também à França hoje à noite na mesma aeronave, junto com Kouchner e seus filhos.

"Ouvir Ingrid é um milagre e um momento realmente mágico", mas isso "não nos impede de pensar em que outros estão seqüestrados", disse.

"Mais uma vez, queria de todo coração agradecer em nome do presidente da França, Nicolas Sarkozy, e de toda a França, aos que não perderam a esperança e que lutaram, a outros presidentes latino-americanos, mas, principalmente, o presidente Uribe, meu amigo o chanceler (Fernando Araújo) e o povo colombiano", disse.

Na mesma operação militar, foram resgatados os americanos Thomas Howes, Keith Stansell e Marc Gonsalves, que na quarta-feira viajaram ao Texas (EUA), assim como onze militares e policiais colombianos.

EFE gta/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG