Luxemburgo, 13 out (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores da Espanha, Miguel Ángel Moratinos, afirmou hoje que espera dos membros da União Européia (UE) consenso e confiança na reunião de quarta e quinta-feira sobre a crise financeira internacional.

Moratinos também ressaltou que, na cúpula deste domingo entre os chefes de Estado e de Governo da zona do euro, foi dada "uma mensagem muito clara" sobre a disposição das autoridades em "garantir a liquidez e facilitar o mercado interbancário".

"Acho que a partir do que se decidiu ontem, os ministros de Economia e Finanças da UE (Ecofin) e os Estados-membros vão trabalhar para que a cúpula seja um grande sucesso, conforme esperam e acreditam todos os membros da UE", disse Moratinos.

O ministro reiterou o apoio da Espanha ao objetivo da França, atualmente à frente da Presidência rotativa da UE, de confirmar, na cúpula desta semana, as ambiciosas metas referentes à luta contra a mudança climática, já que alguns países e setores econômicos pedem um relaxamento diante da crise financeira e da ameaça de recessão.

"Nós vamos continuar com a posição do último Conselho Europeu e essa é, sem dúvida, uma meta ambiciosa", afirmou o ministro espanhol.

As medidas propostas pela UE incluem, até 2020, reduzir em 20% as emissões de CO2, além do desejo de que 20% da energia consumida procedam de fontes renováveis e que 10% dos combustíveis usados no transporte sejam de origem biológica, tudo isso para EFE rcf/fh/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.