Ministro espanhol acha que Hamas pode aceitar trégua após falar com Síria

Damasco, 13 jan (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores espanhol, Miguel Ángel Moratinos, se mostrou hoje, em Damasco, otimista sobre a possibilidade de que o Hamas aceite uma trégua com Israel na Faixa de Gaza, graças à construtiva mediação da Síria com o movimento islâmico palestino.

EFE |

Moratinos manifestou sua esperança de um próximo cessar-fogo após se reunir com o presidente sírio, Bashar al-Assad, em sua visita a Damasco dentro da viagem que realiza pelo Oriente Médio para favorecer a paz em Gaza.

Em entrevista coletiva com o ministro de Exteriores sírio, Walid al-Moualem, o chefe da diplomacia espanhola disse que as propostas que a Síria está fazendo poderiam "convergir" com o plano egípcio de paz e propiciar uma solução, após três semanas de ofensiva israelense, que deixou mais de 900 mortos entre os palestinos.

"A Síria é um país que tem um forte compromisso com a paz. Está falando continuamente com o Hamas e está exercendo sua influência.

Precisamos de todos os atores para construir um papel construtivo e poder anunciar um cessar-fogo o mais rápido possível", disse Moratinos.

Em sua opinião, a meta é buscar de forma coletiva uma "plataforma", na qual tanto Israel quanto o Hamas tenham "garantias" para parar as hostilidades de forma simultânea.

Moualem agradeceu as gestões feitas pela Espanha e também se mostrou esperançoso de que, em breve, chegue ao fim o que denominou como "genocídio" em Gaza.

O ministro sírio deu garantias de que o Hamas deterá o lançamento de foguetes quando Israel colocar fim à operação e se retirar da Faixa de Gaza.

Moratinos irá ainda hoje a Israel para manter uma primeira rodada de contatos com a ministra de Exteriores israelense, Tzipi Livni, que completará amanhã com o primeiro-ministro, Ehud Olmert; o ministro da Defesa, Ehud Barak, e o presidente, Shimon Peres. EFE cpg/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG