Ministro equatoriano se diz emocionado e aliviado com soltura de Betancourt

Esmeraldas (Equador), 2 jul (EFE).- O ministro da Defesa do Equador, Javier Ponce, se disse emocionado e aliviado com a libertação da ex-candidata à Presidência da Colômbia Ingrid Betancourt, solta com três americanos e 11 militares e policiais colombianos seqüestrados pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

EFE |

"Vou falar pela minha pessoa. Fico emocionado por isso ter ocorrido e sinto um enorme alívio. É algo que o mundo estava esperando", disse Ponce aos jornalistas na província (estado) litorânea de Esmeraldas.

"É uma pena que não tenha acontecido no âmbito de um processo de paz, mas a partir de um resgate violento promovido pelas Forças Armadas colombianas. De todas as maneiras, a libertação de um ser humano com essas características evidentemente emociona", afirmou.

Perguntado sobre se a ação do Exército colombiano poderia provocar uma reação das Farc, Ponce disse que, em parte, ela "debilita a saída política e pode precipitar ações" de frentes das Farc "que se sintam debilitadas ou encurraladas".

"Evidentemente, o que nós queremos é a solução integral do conflito, a libertação de todos os reféns e um acordo de paz", ponderou.

"Esse é o desejo que os povos da região têm e nós muito particularmente, por termos uma fronteira profundamente afetada pelo conflito colombiano", acrescentou Ponce. EFE fa/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG