Ministro equatoriano crê que Unasul pedirá explicações à Colômbia sobre bases

Quito, 9 ago (EFE).- O ministro da Defesa equatoriano, Javier Ponce, disse hoje que a União de Nações Sul-americanas (Unasul) pedirá mais explicações à Colômbia sobre o acordo que o país negocia com os Estados Unidos para o uso de bases militares colombianas por tropas americanas.

EFE |

O ministro falou com a imprensa no aeroporto de Quito neste domingo, um dia antes de o Equador assumir a Presidência temporária da Unasul na cúpula que acontece amanhã em Quito.

Ponce reiterou que a posição de seu país é a rejeição à presença de militares estrangeiros em seu território, assim como à instalação de novas bases na região. "Mas vamos ver o que acontece na (cúpula da) Unasul", disse.

O ministro lembrou que o Equador encerrou o acordo assinado em 1999 entre Quito e Washington para o uso da base de Manta, que permitiu a instalação de um centro de operações dos EUA em território equatoriano para operações de luta contra o tráfico de drogas na região.

Ponce ressaltou que é muito cedo supor como a Unasul vai atuar em relação ao acordo negociado por Bogotá e Washington e lembrou que está prevista para o final do mês uma reunião do Conselho Sul-americano de Defesa. EFE sm/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG