O ministro israelense da Segurança Interna, Aviv Dichter, exigiu neste domingo que seu partido, Kadima, e o Likud exerçam o poder em sistema de rotação, depois das eleições legislativas no país.

"A rotação é o mínimo que o Kadima pode exigir para que veja um governo estável. Se não assumir o poder, irá para a oposição", declaró Dichter.

"Tzipi Livni (líder do Kadima) teve a preferência dos eleitores e (Benjamin) Netanyahu (líder do Likud) deve admitir. É necessário um equilíbrio justo entre os dois partidos", acrescentou.

O Kadima conseguiu eleger 28 deputados para o Parlamento, contra 27 do Likud, que no entanto deve contar com o apoio da direita para ter uma coalizão de 65 deputados, das 120 na Knesset.

ChW/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.