Ministro do Interior do Japão apresenta renúncia

Tóquio - O ministro do Interior japonês, Kunio Hatoyama, apresentou nesta sexta-feira sua renúncia ao primeiro-ministro Taro Aso, por conflitos com a atual direção do serviço postal, a poucos meses das eleições gerais.

EFE |

Aso aceitou pouco depois a renúncia de Hatoyama, com quem se reuniu no começo da tarde (local) de hoje, segundo a agência local "Kyodo".

O ex-ministro, irmão do atual chefe da oposição, Yukio Hatoyama, manteve um longo atrito com Yoshifumi Nishikawa, presidente do Japan Post e um dos responsáveis pelo gigantesco processo de privatização dessa entidade que começou em 2007.

O ministro do Interior, um dos principais nomes do governamental Partido Liberal-Democrata (PLD), pediu repetidamente a demissão de Nishikawa pela venda da Kampo-no-yado, uma das empresas do serviço postal à espera de ser privatizada.

A renúncia de Hatoyama faz com que Aso e seu partido enfrentem uma nova divisão interna a poucos meses das eleições, que deverão ser convocadas antes de setembro deste ano e poderiam gerar uma reviravolta histórica nas cinco décadas de hegemonia do PLD.

Este é o terceiro ministro de Aso que renuncia em menos de um ano, após o ex-titular de Transportes Nariaki Nakayama, em setembro de 2008, e de Finanças Shoichi Nakagawa, em fevereiro.

    Leia tudo sobre: japão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG