Ministro diz que Riad se esforça para repatriar sauditas detidos no Iraque

Riad, 20 abr (EFE).- O ministro do Interior saudita, príncipe Naif bin Abdul Aziz, afirmou que seu país intensificou os esforços para repatriar os cidadãos do reino wahhabista detidos no vizinho Iraque e acusados de terrorismo.

EFE |

O príncipe, citado hoje pela imprensa local, não especificou o número dos detidos no Iraque, mas fontes iraquianas estimam em centenas, e dizem que dezenas deles foram julgados e condenados a diferentes penas de prisão.

O ministro saudita ressaltou que a situação dessas pessoas e os meios para acelerar sua repatriação centraram as conversas mantidas na semana passada em Riad com o embaixador dos Estados Unidos no Iraque, Ryan Crocker.

As autoridades iraquianas afirmam que cidadãos de diferentes países árabes, incluindo sauditas, sudaneses e iemenitas, colaboram com a rede Al Qaeda no Iraque e com grupos insurgentes iraquianos ativos contra as tropas americanas e as forças de segurança iraquianas.

Os EUA pressionam a Arábia Saudita e os outros vizinhos do Iraque para que colaborem ao máximo com o Governo de Bagdá, para o restabelecimento da segurança no território iraquiano.

A última chamada neste sentido foi feita ontem pela secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, que pediu aos vizinhos do Iraque que ofereçam apoio diplomático e econômico ao Executivo de Bagdá.

EFE ma/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG