Ministro descarta islamismo como principal pista de explosivos em Paris

Paris, 17 dez (EFE).- O ministro da Defesa da França, Hervé Morin, disse que a pista islâmica não é a principal, após a descoberta na terça-feira de vários explosivos, que não explodiram, em uma loja de departamentos de Paris.

EFE |

"A fraseologia, a dialética" não é a dos "movimentos terroristas islâmicos", disse o ministro à emissora "RTL", em relação a uma carta na qual a denominada Frente Revolucionária Afegã assume a autoria da ação, que vinculou com o pedido de retirada das tropas francesas no Afeganistão.

A organização é desconhecida para as forças de segurança francesas, declarou ontem a ministra do Interior francesa, Michèlle Alliot-Marie.

Afirmou, no entanto, que não se pode ser negligente e que "é preciso ficar atentos, determinados, prudentes, mas também ter a firmeza necessária".

A Polícia francesa retirou ontem de manhã cinco pacotes de explosivos, que não tinham detonador, dos banheiros da loja de departamentos Printemps, e que há vários meses está em obras para renovar suas instalações.

No Governo, houve o anúncio ontem de um reforço das medidas de segurança em Paris e nas principais cidades do país, e comunicou-se que a ministra do Interior se reunirá hoje com os responsáveis da Polícia e da Gendarmaria (Polícia militarizada), assim como com os representantes das lojas de departamento, estações de trens e aeroportos. EFE jaf/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG