Ministro de Finanças da Ucrânia apresenta renúncia

Kiev, 12 fev (EFE).- O ministro de Finanças da Ucrânia, Victor Pinzenik, apresentou hoje sua renúncia em meio à profunda crise econômica que afeta o país e às lutas internas no Governo da primeira-ministra Yulia Timoshenko.

EFE |

"Nas atuais circunstâncias, o ministro das Finanças se transformou em refém da política", assinalou Pinzenik em sua carta de renúncia.

O político ucraniano assegurou que não se sente capaz de "mudar esta situação" e também não está disposto a "abrir mãos de seus objetivos".

"Por essa situação, minha continuidade no posto de ministro das Finanças não faz sentido. Por isso, apresentei minha renúncia à Rada Suprema (Legislativo)", precisou.

Pinzenik, titular de Finanças desde dezembro de 2007, exerceu esse cargo em outras duas ocasiões (entre 2005 e 2006 e 1992 e 1993), e foi também vice-primeiro-ministro para reformas econômicas de 1994 a 1997.

Apesar de fazer parte da fração parlamentar do Bloco Yulia Timoshenko, Pinzenik teve nos últimos meses sérias discussões com a primeira-ministra sobre o projeto de orçamento para 2009.

O ex-ministro expôs a difícil situação econômica do país e a necessidade de medidas urgentes, em carta publicada na imprensa em janeiro.

A Ucrânia é o país do bloco pós-soviético com o índice de crescimento mais baixo (2,1% em 2008), e as previsões para este ano são ainda piores. EFE bk/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG