Ministro da Saúde de Gaza pede cirurgiões para operar feridos

Genebra, 2 fev (EFE).- O ministro da Saúde do Hamas em Gaza, Fathi Abu Moghli, pediu hoje a presença urgente de cirurgiões e diversos especialistas para tratar e operar os feridos na ofensiva israelense sobre Gaza.

EFE |

Abu Moghli especificou que as três semanas de bombardeios israelenses em Gaza mataram 1.337 pessoas e feriram 5.300, muitos dos quais permanecem internados com gravidade e necessitam de atendimento especializado e urgente.

Por isso, além de apoio financeiro e humanitário, pediu à comunidade internacional que envie especialistas.

"Necessitamos de cirurgiões vasculares, plásticos e neurocirurgiões", explicou.

Abu Moghli explicou que o sistema de saúde em Gaza está relativamente de pé, dada a devastação, mas ressaltou que um hospital e 36 clínicas ficaram completamente destruídos.

Apesar disso, ele insistiu que, além do dinheiro para reconstruir os centros, e a compra de remédios, o mais importante é a ajuda profissional.

Ele esteve hoje em Genebra para assistir ao lançamento do plano de emergência humanitária das Nações Unidas de US$ 613 milhões para as necessidades "mais urgentes e imediatas" de Gaza. EFE mh/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG