O ministro espanhol da Justiça, Mariano Fernández Bermejo, anunciou nesta segunda-feira que pediu demissão do governo socialista por sua gestão em um escândalo de corrupção e a recente greve de juízes no país.

O ministro foi muito criticado pela oposição por ter se encontrado com o juiz Baltasar Garzón pouco depois do magistrado ter coordenado uma operação anticorrupção que envolveu alguns nomes do Partido Popular (PP, direita).

Bermejo também foi atacado pelo modo como administrou uma crise com os juízes, que organizaram uma greve inédita semana passada na Espanha.

ot/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.